Conaci e Banco Mundial promovem diagnóstico de Controle Interno

Para avaliar as estruturas de controle interno dos municípios,  o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceria com Banco Mundial e com apoio da  Associação dos Tribunais de Contas (Atricon), estão promovendo o Diagnóstico Nacional de Controle Interno. A ideia é coletar dados fornecidos pelos municípios via questionário, e a partir dos resultados encontrados oferecer um suporte personalizado aos municípios na implementação de unidades e práticas de controle interno ideais.

Os(as) gestores(as) municipais, com o apoio do responsável pela área de controle interno do município, devem responder até dia 15 de abril, de forma virtual, o questionário de avaliação do controle interno. O contato será realizado por e-mail a partir do dia 29 de março. O resultado obtido pelo municipalista ao responder o questionário, independente se for positivo ou negativo, não implica em fiscalização ou gera qualquer ônus para os gestores. Por isto mesmo, é ressaltado que as respostas tenham compromisso com a verdade, pois quanto mais sincera, mais assertivo será o plano de ações que o município receberá para melhoria do seu controle interno. 

Sobre Controle Interno

O Controle Interno é um conjunto de processos efetuados para captar possíveis riscos e fornecer garantias de que a entidade controlada execute sua missão com ética, de forma econômica e eficiente, tudo de acordo com os regimentos legais. Um controle interno bem estruturado proporciona maior transparência sobre as ações públicas, o que gera uma série de benefícios para toda a sociedade como: fortalecimento da democracia, confiança na máquina pública e gastos mais eficientes.

Para mais informações entre em contato:

E-mail: duvidas@conaci.org.br

*COM INFORMAÇÕES DE CONACI

1º Congresso Internacional de Controle Interno e Auditoria traz referências do Brasil, Portugal e Angola

O Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), em parceria com a Comunidade de Auditores dos Países de Língua Portuguesa (PLP), vai promover, nos dias 09 e 10 de novembro, o 1º Congresso Internacional de Controle Interno e Auditoria. O evento vai contar com a participação do presidente do Conaci, Leonardo Ferraz, e do fundador da Comunidade de Auditores PLP, André Marini, além de outras diversas autoridades da área.


Temas como GRC (governança, riscos e compliance), pesquisas inéditas na área de Auditoria, Agenda ESG (Environmental, Social and Governance), Controle Interno e Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) serão discutidos nos painéis. Participarão referências em Auditoria e Controle Interno dos países, como o chefe da assessoria especial de Controle Interno do Ministério da Economia brasileiro, Francisco Bessa, que será o responsável pela palestra magna do evento com o tema: “A Quem Interessa a Implementação da GRC no Setor Público?”. 

Além de Bessa, o superintendente de auditoria interna da DataPrev, Gil Loja, o ouvidor-geral da União, Valmir Dias, o presidente do IIA Angola, Artur Quicassa, a diretora de auditoria da Universidade do porto, Maria Luísa, e a diretora de Auditoria IPO do Porto, Sonia Cruz, também já estão confirmados. 

O evento vai iniciar às 9 horas (horário de Brasília) de forma remota, com transmissão ao vivo no canal do Youtube do Conaci (youtube.com/conaciorg).  As inscrições são gratuitas e todos os participantes que assinarem a lista de presença, que será disponibilizada na descrição da transmissão durante o evento, serão certificados pelo Conaci. 

Confira a programação:

09 de novembro

09h – Abertura

– Thais Venturatto – jornalista

– Leonardo Ferraz – presidente do Conaci

– André Marini – fundador da Comunidade de Auditores PLP

09h30 – Palestra Magna: A quem interessa a implementação de GRC no setor público?

– Francisco Bessa –  chefe da assessoria especial de Controle Interno do Ministério da Economia brasileiro

10h30 – Painel 1: Como aliar o seu Programa de Compliance à Auditoria? Conhecendo o GRC Canvas de Compliance e Auditoria

Moderador:

– Fernando Macedo – coordenador Geral da Diretoria de Governança, Riscos e Conformidade na Eletrobras

Palestrantes confirmados:

– Glaúcia Argentino – coordenadora do Comitê de Compliance da Comunidade de Auditores dos Países de Língua Portuguesa
– Augusto César de Souza – Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da Geral da União 

– Wilson Muquixe – Adido financeiro do Consulado Geral de Angola primeiramente em Lisboa (Portugal) e atualmente em Dubai (Emirados Árabes).

12h – Encerramento

10 de novembro 

09h – Abertura

Painel 2: Auditoria nos Países de Língua Portuguesa – Tendências e oportunidades

Moderador:

– André Marini – fundador da Comunidade de Auditores PLP

Palestrantes confirmados:

– Maria Luísa Coimbra – diretora de auditoria da Universidade do porto

– Vladimir Queiroz – Gerente de Auditoria Interna e Controles Sox da Eliane Revestimentos Cerâmicos

–  Artur Quicassa – presidente do IIA Angola

10h – Painel 3: Agenda ESG nos Países de Língua Portuguesa

Moderador:

– Gil Loja – superintendente de auditoria interna da DataPrev

Palestrante confirmado:

– Sonia Cruz – diretora de Auditoria IPO do Porto


11h – Painel 4: O papel dos órgãos centrais de controle interno implemnetação da LGPD

Moderador:

– Leonardo Ferraz – presidente do Conaci

Palestrante confirmado:

– Valmir Dias- ouvidor-geral da União

12h – Encerramento

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI

*COM INFORMAÇÕES DE CONACI

SCPREV esclarece dúvidas dos auditores internos sobre Previdência Complementar

Atendendo a convite do Sindiauditoria, a diretoria da SCPREV participou de videoconferência com os auditores internos para esclarecer dúvidas sobre a criação do Benefício Especial Previdenciário, conhecido como BEP. A proposta do Governo do Estado, na prática, incentiva a migração patrocinada dos servidores públicos estaduais ao Regime de Previdência Complementar (RPC/SC). O projeto está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa e ainda não tem data pra ser colocado em votação no plenário da Casa.

Pelo menos 35 pessoas (a maioria filiados) participaram do bate-papo virtual, que foi dividido em dois momentos. Na primeira meia hora, o diretor-presidente da SCPREV, Célio Peres, falou dos principais pontos do projeto e sobre as dúvidas mais comuns do funcionalismo. Na última meia hora de conversa, os auditores internos fizeram perguntas. Uma delas foi sobre quais critérios o servidor público deve levar em consideração na hora de avaliar as vantagens e desvantagens de migrar para o RPC/SC. A dica, neste caso, é consultar o FAQ preparado pela equipe da SCPREV. Na mesma página há um simulador que pode ser usado no cálculo do BEP. “E a nossa equipe também está à disposição para auxiliar cada um de vocês”, ressaltou o diretor-presidente da SCPREV.

Para obter mais informações, acesse o FAQ: https://scprev.com.br/adesao-patrocinada/

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO SINDIAUDITORIA